Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

IT-Woman

Inspiring Others, by Sandra Leonardo

IT-Woman

Inspiring Others, by Sandra Leonardo

Sab | 07.10.17

MADONNA, A MULHER DE QUEM MUITO SE FALA...!

Sandra Leonardo

 

Pois é, ela é  A MADONNA, e parece que veio mesmo para ficar. Sim, ela escolheu este cantinho para viver, pelo menos por enquanto... Bom o melhor é aproveitar esta fase apaixonada da Rainha da mísica pop e acompanhar a aventura.

Especulou-se muito, falou-se muito, deram bitaites, ou não estivesemos nós em Portugal. Enfim não podemos saber que algo de diferente está a acontecer para logo começarmos a falar, falar, falar, mesmo sem sabermos realmente o que se passa, É típico, opinarmos sobre tudo, mesmo que esse tudo seja nada, o que claramente não é o caso. Afinal trata-se de uma das artistas mais polémicas do panorama musical (mundial), e vá, com jeitinho, até cinematografico.

Para as gerações mais novas, talvez o nome MADONNA não cause grande agitação, é apenas uma cantora muito famosa que adoptou uns meninos africanos ou assim. Mas para quem como eu, é da geração de 70, inevitalvelmente, passou os anos 90 a ouvir as músicas da rapariga irreverente e despudorada que desafiou os limites do socialmente correcto, quebrou conveções, e pôs na ordem do dia temas tão polémicos como a perda da vergindade, a gravidez na adolescencia ou juventude e o drama da mãe solteira, o racismo, a religião, o sexo, etc, enfim tudo temas que até então nem a sociedade, nem os artistas tinham tido a coragem de expôr e MADONNA fê-lo com a mestria que lhe é conhecida, de forma escancarada, e sem make up!

Temas como "like a virgin", "like a prayer", "papa dont preach", "material girl" entre muitos, muitos outros, faziam parte das nossas play lists. Quem se lemabra dos vídeos da MADONNA. Além de vanguardistas, em todos eles a artista deixava fluir o seu lado mais sensual, sem medos, sem tabus, sem receio de ser critcada, aliás, chocar, despertar consciências é o que mais caracteriza a sua personalidade tão peculiar.

Quem se lembra dos icónicos corpetes que a diva usava e continua a usar nos concertos. Sim, não se pode falar de MADONNA sem a associar imediatamente aos corpetes ou espartilhos que marcavam a cintura de tal maneira que nos cortavam o fôlego de tãããããããão apertados. É verdade, o seu estilo sempre foi bem marcado em tudo, principlamente no que diz respeito à moda e ao design, original e com atitude, do género, podem olhar, mas não tentem copiar porque não vão conseguir, afinal eu sou MADONNA, e ninguem ginga a anca como eu. É incrível, ainda hoje aquele gingar de ancas é único.

Tenho a certeza que os anos 90 teriam sido bem mais cinzentos se não tivesse existido A MADONNA, ela chegou, viu e venceu, e parece que agora quer partilhar todo o seu génio e energia com artistas portugueses. Diz-se por aí que quer fazer música em parceria com artistas porugueses, que ficou fascinada com o FADO, tanto, tanto, mas tanto que quem a quiser ver é ir a Alfama ou outro bairro típco lisboeta que certamente a ecnontrarão a dar uns toques de ai mouraria.

Estou convicta que vem por aí uma lufada de ar fresco, uma grande oprtunidade de pôr mais uma vez Portugal na rota do mundo e por uma muito boa razão, A MÚSICA.

E vocês, o que acham?